RSS Feed

Category Archives: Eco Dicas

Dia Mundial sem Carro – 22 de setembro

Dia Mundial sem Carro é comemorado nesta quinta-feira (22). Além de ser uma data para a reflexão, também é um dia em que as pessoas têm a oportunidade de inovar e testar novas experiências de locomoção, deixando os carros na garagem.  As alternativas são diversas e podem variar de acordo com a cidade e a realidade urbana em que a pessoa está inserida. Mesmo assim, separamos 06 dicas de meios de transporte que podem ser usados neste dia.

1. Bicicleta: A locomoção sobre duas rodas é totalmente positiva, pois é rápida, limpa e ainda proporciona benefícios à saúde de quem pedala. Em cidades pequenas as “magrelas” já fazem parte da rotina de transporte da maior parte dos moradores, mas nos centros urbanos ela ainda conquista seu espaço de maneira tímida. Mesmo com algumas dificuldades enfrentadas no caminho, vale à pena escolher a bicicleta, pois ela é garantia de pontualidade. Enquanto os motoristas ficam presos no trânsito os ciclistas seguem seu percurso sem dores de cabeça.

Dica: Utilize todos os equipamentos de segurança e opte por rotas alternativas, que não resultem no tráfego dentro das grandes avenidas.

2. Corrida ou caminhada: A quinta-feira (22) pode ser o dia marcado para um treino diferenciado, a corrida matutina no trajeto entra a casa e o trabalho. Aqueles que não estão acostumados a correr podem caminhar pelo mesmo percurso. A cada 30 minutos de corrida são queimadas 310 calorias, a caminhada rápida também tem resultados muito positivos para o corpo, queimando 276 calorias. Além disso, essa é uma oportunidade para se distrair, ouvindo uma música ou simplesmente viajando nos pensamentos.

3. Patins e Skate: Os amantes dos esportes radicais podem aproveitar da adrenalina se locomovendo de maneira sustentável pela cidade. As pequenas rodinhas são capazes de percorrer longas distâncias, mas é essencial atentar à segurança. Portanto, a opção pelas rotas alternativas e o uso dos equipamentos de seguranças também são muito importante.

4. Transporte Coletivo: Quem anda todos os dias de carro pela cidade, quase não cogita a ideia de andar de ônibus, trens ou metrôs. No entanto, em muitos casos essas opções podem ser mais eficientes que os automóveis. Em São Paulo, por exemplo, parte das grandes avenidas possui corredores de ônibus, que fazem com que os trajetos sejam percorridos com maior rapidez quando a pessoa está embarcada em um coletivo. Os metrôs e trens também são eficientes para quem precisa se locomover com pontualidade. Além disso, não existe preocupação com a busca por vagas nas ruas ou despesas com estacionamentos.

5. Carona: Em alguns casos as alternativas apresentadas anteriormente podem não ser eficientes para quem percorre caminhos pouco acessíveis ao transporte público ou grandes distâncias. Para quem se encaixa nesta situação, uma saída é oferecer carona aos seus vizinhos, familiares ou colegas de trabalho. Isso reduz a quantidade de carros nas ruas e ainda possibilita maior interação com os amigos.

6. Home Office: Aos sedentários de plantão, que não gostam dos esportes e já sentem a fadiga somente em pensar no uso do transporte público, a sugestão é optarem pelo Home Office. Ao invés de se deslocar até o escritório ou empresa a pessoa pode simplesmente trabalhar no conforto de sua casa, aproveitando um dia sem o stress causado pelo trânsito. Quem sabe a alternativa não passe a fazer parte da rotina?

Fonte: CicloVivo

Anúncios

Mamãe Natureza

Hoje vi um site muito interessante, e resolvi divulgar no vitrineverde. Com a proposta de emissão zero de lixo em sua casa, Cristiana Reis resolveu fabricar fraldas e absorventes de pano. Resgatando a forma antiga de uso das fraldas, ela inova na praticidade e qualidade dos produtos.

Crianças utilizam cerca de 5 mil fraldas até seus 2 anos de idade; ou melhor: de 800 quilos a uma tonelada. Se a mãe optar por usar fraldas de pano – o que exige grande disposição e resulta no varal sempre cheio – estará fazendo grande diferença para o futuro do planeta (já que as fraldas descartáveis normalmente vão para incineração e  para aterros), e economizando a longo prazo muito dinheiro.

As fraldas de pano da “Mamãe Natureza” são produzidas no município de Ubatuba, litoral Norte do Estado de São Paulo, onde geram oportunidade de trabalho para mulheres das comunidades.

Além de fraldas de pano, fazem absorventes íntimos, absorventes de peito e mantas impermeáveis. Os produtos são 100% algodão, laváveis, reutilizáveis e biodegradáveis.

Confira o site, vale a pena:

http://mamaenatureza.net

 

Até a próxima,

Carla Schartner

A gente precisa sempre rever os conceitos

 Acabei de ver um vídeo indicado pelo Marcelo Tas que, por sua vez, foi comentado por uma amiga no Facebook, essas coisas do mundo virtual em que vivemos e que consomem um tempo enorme da nossa vida, mas também proporcionam momentos muito legais. A grande questão da atualidade não é, com um Hamlet moderno, andar com uma caveira na mão se perguntando:  Estar ou não estar nas redes sociais? Reciclar ou comprar novo? Trabalhar muito e ganhar muito ou trabalhar pouco e ficar à margem do mundo do consumo? O Hamlet dos nossos dias não se contenta mais com uma única pergunta… O grande desafio é saber encontrar o equilíbrio entre mundo virtual e real, consumo consciente e inconsciente, comprar novo ou reciclar, trabalhar sem exagerar. Equilíbrio essa é a chave da questão, a pedra filosofal dos nossos tempos, o Graal do mundo moderno!
Portanto, abro um parênteses na minha rotina de postar dicas e passo a passo de artesanatos com materiais recicláveis para compartilhar esse vídeo. Ele me fez pensar.
Quando comecei achei que o enredo ia pelo caminho básico e maniqueísta da divisão do mundo em mocinhos e bandidos, certo e errado, já prevendo meu orgulho em perceber que eu estava no lado “certo” dessa via. Mas não! Surpreendentemente pra mim, a mensagem final foi “o melhor caminho é mesmo o do meio”.
Assista você também e tire suas conclusões. Elas até podem ser diferentes das minhas, não tem problema. Desde que a gente nunca perca a capacidade de se questionar, de rever posições ou até mesmo de manter posições, mas de maneira consciente e cheia de argumentos, tudo bem!
Aqui o vídeo, que encontrei no blog do Marcelo Tas (http://blogdotas.terra.com.br/).
==================
Juliana Vermelho Martins

Quando o universo dá uma ajudinha…

Minhas resoluções de ano novo nunca duraram muito mais do que as primeiras semanas de janeiro. Por isso desisti de fazer promessas de ano novo há algum tempo. Agora o que tenho são desejos de ano novo. As promessas era eu quem tinha de cumprir. Os desejos eu jogo pro universo e ele que dê um jeito!

Quando fui convidada pra escrever nesse blog pensei: agora vou finalmente organizar e escrever os passo-a-passo para as várias coisas que tenho feito de maneira desordenada! Só que aí o universo decidiu me dar o troco pelos pedidos absurdos que tenho mandado pra ele todo fim de ano e resolveu bagunçar as coisas por aqui! Há um mês estou com meu cafofo desmontado, não tenho nem como chegar perto da minha mesa de trabalho, sem qualquer chance de fazer nada de novo, nem mesmo de fotografar os passos de coisas semiprontas que tenho em casa…

Já meio desesperada por ver o tempo passar sem que pudesse vir aqui dar mais uma dica de artesanato ecológico, abri minha caixa de emails hoje e vi uma piscadela do universo pra mim: o anúncio de um curso de artesanato com materiais reciclados. Não posso fazer o curso, mas posso divulgá-lo!

Então, enquanto não consigo desentulhar meu cafofo pra poder mostrar eu mesma alguns artesanatos com reciclados, vou dando notícias alheias e mostrando coisas interessantes que encontrei pela internet! Obrigada universo!

Aqui vai, então, a primeira dica: Oficina de Artesanato Ecológico e Sustentabilidade, com a artesã Isabelle Pacheco, no Centro Cultural da UERJ, no Rio de Janeiro. Mais informações vocês podem encontrar no blog Vila do Artesão.

Se alguém fizer o curso, depois volta aqui pra contar pra gente como foi! É uma pena que eu não more no Rio de Janeiro. Mesmo sem conhecer essa artesã, eu prestigiaria o curso só pela iniciativa!

Vou voltar pro mundo real e tentar resolver essa situação que colocou meu cafofo de quarentena! Até lá, vou buscar ideias na rede pra todos nós!

Juliana Vermelho Martins

Biojóias e Patchwork

Jóias e bijuterias – que mulher resiste a um par de brincos, um colar, pulseira ou anel? Compramos, damos de presente, ganhamos.. e usamos.

Uma marca de biojóias modernas é a JS Design Sustentável. São confeccionadas com papel de revistas, panfletos e jornais tirados das ruas. O resultado é incrível.. confira no post “design em papel viram lindas bio jóias”

Agora outra idéia para quem é criativo e gosta de “por a mão na massa”:

Você conhece o trabalho Patchwork? É um trabalho artesanal com retalhos de tecido. Técnica antiga, que continua na moda com diferentes estilos.. e no seu conceito básico é bem sustentável – já que usa retalhos, e não tecidos novos.

O que mais me encanta com o patchwork é a possiblidade infinita de criar novas texturas e cores, combinações que não precisam de regra nem conceito!

Já faz uns dois anos que ganhei de natal uma lembrancinha de uma amiga. Não era aquele patchwork que precisasse de habilidade na costura. Era uma simples pulseira, feita de retalhos. Gosto dela, é alegre e combina com várias cores de roupas.

Achei o vídeo, e descobri que passou no “Mais Você”. Então, pra quem não viu ainda, está aqui:

Abraços,

Carla Schartner

Evento Bacana – agende-se!

Tripé - Sustentabilidade

Descobri hoje sobre este encontro que acontecerá aqui em Curitiba e resolvi divulgar. Afinal, para conseguir concretizar alguma ação, é preciso se informar antes!

Encontro Internacional de Educação e Sustentabilidade, será realizado pelos Instituto Superior de Administração e Economia (ISAE/FGV) e Conselho Latino-Americano de Escolas de Administração (CLADEA),  em Curitiba, nos dias 13 e 14 de setembro.

O evento reunirá instituições de ensino de diversos países para trocar experiências e boas práticas sobre seus esforços na formação de profissionais e pessoas engajadas com a sustentabilidade do planeta, capazes de liderar as transformações necessárias tanto na economia quanto na sociedade.

O Encontro é realizado em parceria com os Princípios Para Educação Empresarial Responsável da ONU (PRME), que desde 2007 norteiam a gestão de Escolas de Negócio que buscam oferecer uma educação executiva engajada com os valores da sustentabilidade.

E o melhor de tudo é gratuíto! Vale a pena participar, as vagas são limitadas.

Dúvidas e informações: eventos@isaebrasil.com.br ou (41) 3388-7817

Abraços

 

Carol Vermelho

Toalhas velhas = Almofadas novas

Quem não tem toalhas velhas em casa, no fundo do armário, esquecidas, mofando e ocupando espaço? Muitas dessas toalhas acabam em panos de limpeza, outras vão direto pro lixo. Aqui vai uma sugestão criativa de re-uso para qualquer tipo de toalha – furada, desbotada ou rasgada – não importa.

Enroladas, as toalhas são coladas e revestidas com fibra dracon (ou outro tecido da sua preferência), transformando-se em almofadas de sofá. Formato bom para apoiar a cabeça, pernas e pés; perfeitas para decoração.

Nesse site está o passo-a-passo completo:

Curbly – Make a Beefy Bolster Pillow from Old Towels

Carla Schartner

%d bloggers like this: