RSS Feed

Category Archives: Estilo de Vida

Dia Mundial sem Carro – 22 de setembro

Dia Mundial sem Carro é comemorado nesta quinta-feira (22). Além de ser uma data para a reflexão, também é um dia em que as pessoas têm a oportunidade de inovar e testar novas experiências de locomoção, deixando os carros na garagem.  As alternativas são diversas e podem variar de acordo com a cidade e a realidade urbana em que a pessoa está inserida. Mesmo assim, separamos 06 dicas de meios de transporte que podem ser usados neste dia.

1. Bicicleta: A locomoção sobre duas rodas é totalmente positiva, pois é rápida, limpa e ainda proporciona benefícios à saúde de quem pedala. Em cidades pequenas as “magrelas” já fazem parte da rotina de transporte da maior parte dos moradores, mas nos centros urbanos ela ainda conquista seu espaço de maneira tímida. Mesmo com algumas dificuldades enfrentadas no caminho, vale à pena escolher a bicicleta, pois ela é garantia de pontualidade. Enquanto os motoristas ficam presos no trânsito os ciclistas seguem seu percurso sem dores de cabeça.

Dica: Utilize todos os equipamentos de segurança e opte por rotas alternativas, que não resultem no tráfego dentro das grandes avenidas.

2. Corrida ou caminhada: A quinta-feira (22) pode ser o dia marcado para um treino diferenciado, a corrida matutina no trajeto entra a casa e o trabalho. Aqueles que não estão acostumados a correr podem caminhar pelo mesmo percurso. A cada 30 minutos de corrida são queimadas 310 calorias, a caminhada rápida também tem resultados muito positivos para o corpo, queimando 276 calorias. Além disso, essa é uma oportunidade para se distrair, ouvindo uma música ou simplesmente viajando nos pensamentos.

3. Patins e Skate: Os amantes dos esportes radicais podem aproveitar da adrenalina se locomovendo de maneira sustentável pela cidade. As pequenas rodinhas são capazes de percorrer longas distâncias, mas é essencial atentar à segurança. Portanto, a opção pelas rotas alternativas e o uso dos equipamentos de seguranças também são muito importante.

4. Transporte Coletivo: Quem anda todos os dias de carro pela cidade, quase não cogita a ideia de andar de ônibus, trens ou metrôs. No entanto, em muitos casos essas opções podem ser mais eficientes que os automóveis. Em São Paulo, por exemplo, parte das grandes avenidas possui corredores de ônibus, que fazem com que os trajetos sejam percorridos com maior rapidez quando a pessoa está embarcada em um coletivo. Os metrôs e trens também são eficientes para quem precisa se locomover com pontualidade. Além disso, não existe preocupação com a busca por vagas nas ruas ou despesas com estacionamentos.

5. Carona: Em alguns casos as alternativas apresentadas anteriormente podem não ser eficientes para quem percorre caminhos pouco acessíveis ao transporte público ou grandes distâncias. Para quem se encaixa nesta situação, uma saída é oferecer carona aos seus vizinhos, familiares ou colegas de trabalho. Isso reduz a quantidade de carros nas ruas e ainda possibilita maior interação com os amigos.

6. Home Office: Aos sedentários de plantão, que não gostam dos esportes e já sentem a fadiga somente em pensar no uso do transporte público, a sugestão é optarem pelo Home Office. Ao invés de se deslocar até o escritório ou empresa a pessoa pode simplesmente trabalhar no conforto de sua casa, aproveitando um dia sem o stress causado pelo trânsito. Quem sabe a alternativa não passe a fazer parte da rotina?

Fonte: CicloVivo

A gente precisa sempre rever os conceitos

 Acabei de ver um vídeo indicado pelo Marcelo Tas que, por sua vez, foi comentado por uma amiga no Facebook, essas coisas do mundo virtual em que vivemos e que consomem um tempo enorme da nossa vida, mas também proporcionam momentos muito legais. A grande questão da atualidade não é, com um Hamlet moderno, andar com uma caveira na mão se perguntando:  Estar ou não estar nas redes sociais? Reciclar ou comprar novo? Trabalhar muito e ganhar muito ou trabalhar pouco e ficar à margem do mundo do consumo? O Hamlet dos nossos dias não se contenta mais com uma única pergunta… O grande desafio é saber encontrar o equilíbrio entre mundo virtual e real, consumo consciente e inconsciente, comprar novo ou reciclar, trabalhar sem exagerar. Equilíbrio essa é a chave da questão, a pedra filosofal dos nossos tempos, o Graal do mundo moderno!
Portanto, abro um parênteses na minha rotina de postar dicas e passo a passo de artesanatos com materiais recicláveis para compartilhar esse vídeo. Ele me fez pensar.
Quando comecei achei que o enredo ia pelo caminho básico e maniqueísta da divisão do mundo em mocinhos e bandidos, certo e errado, já prevendo meu orgulho em perceber que eu estava no lado “certo” dessa via. Mas não! Surpreendentemente pra mim, a mensagem final foi “o melhor caminho é mesmo o do meio”.
Assista você também e tire suas conclusões. Elas até podem ser diferentes das minhas, não tem problema. Desde que a gente nunca perca a capacidade de se questionar, de rever posições ou até mesmo de manter posições, mas de maneira consciente e cheia de argumentos, tudo bem!
Aqui o vídeo, que encontrei no blog do Marcelo Tas (http://blogdotas.terra.com.br/).
==================
Juliana Vermelho Martins

Copenhagen – cidade das bicicletas

Muitas vezes me questiono sobre as Redes Sociais, sua utilidade, as vezes futilidade, que ocupa cada vez mais o tempo escasso das pessoas. Mas quando fico sabendo de coisas bacanas que são divulgadas por este canal e que provavelmente ninguém ficaria sabendo se algum jornalista de renome de veículo importante de impressa não desejasse falar sobre assunto, fico feliz por existirem as Redes Sociais.

Todo este discurso inicial floi porque hoje abri uma matéria que foi divulgada no Facebook, escrita no blog Cidade para Pessoas  (vale a pena conhecer) sobre Copenhagen e pretendo além de divulgar aqui no blog, compartilhar em todas as redes sociais para tentar atingir o maior número de pessoas e quem sabe começar um movimento parecido aqui no Brasil.

A jornalista Natália Garcia é a responsável pela matéria que conta como os cidadãos da capital dinamarquesa  protestaram e exigiram dos governos melhores condições para a circulação de bicicletas pela cidade e hoje são referência mundial quando o assunto é bicicleta como meio de transporte.

Olha como é mais calmo o trânsito de uma cidade onde 55% das pessoas vão para o trabalho diariamente de bicicleta.

Assita ao vídeo que ela produziu, leia a matéria na íntegra no blog e entre você também nesta campanha! Temos que exigir das autoridades aqui no Brasil mais investimento em ciclovias.

Abraços

Carol Vermelho

ECOCHIC DAY

Amanhã vai rolar em São Paulo uma iniciativa que achei bem interessante: o ECOCHIC DAY.

Mas o que é isto? Calma, vou explicar:

O Projeto Ecochic Day é um evento de vanguarda com caráter socioambiental exclusivo no mundo, e foi criado para identificar e divulgar os talentos brasileiros, que tem como conceito profissional/artístico a cultura sustentável.
Foi idealizado e será realizado pela equipe Mônica Horta – idéias e soluções sustentáveis, e acontecerá nessa primeira fase no ano de 2011, uma vez ao mês durante seis meses, sendo sempre aos sábados, em um local estratégico da cidade de São Paulo.

O grande mote deste trabalho é reforçar a fundamental importância do ecodesign, e fomentar a sua adesão nas criações contemporâneas, fazendo com que o tema sustentabilidade esteja cada vez mais presente do cotidiano das pessoas. Fomentar a economia criativa também é o objetivo do Projeto Ecochic Day, que é um grande movimento em prol da vida.

Pra quem estiver em São Paulo e quiser participar, segue abaixo mais informações da primeira edição.

Onde:  Conjunto Nacional, na Avenida Paulista esquina com a Rua Augusta, em São Paulo.
Que Horas: À partir das 14h30, o público já pode conferir nossa programação sustentável,  começando pelo lançamento do concurso Do It Youself, no qual 10 designers convidados customizarão uma caixa de fósforo, mostrando do que um criador consciente é capaz.

Às 16h, rola o flash mob “Ecochic-se”: o público do evento que estiver com uma peça feita por ele mesmo, participará de uma sessão fotográfica instantânea com o fotógrafo Gleison Paulino, que na ocasião, estará lançando sua exposição “Somniun Lunae”, na Livaria Cultura, onde ficará até o dia 18 de Agosto.

Interessante! Quem for, por favor, conte depois aqui para nós se o evento é tão legal quanto parece.

Bom final de semana!

Carol Vermelho

Educação para consumo sustentável em casa itinerante

Há alguns dias atrás conheci o projeto  “Uma Casa, Mil Olhares” pelo blog SSE# e fiquei encantada com a iniciativa. A exposição mostra o estilo de vida da família brasileira entre as décadas de 50 e 90 comparado ao consumo familiar atual. A exposição faz parte do programa  “Uma Vida Sustentável”, criado pela Kraft Foods Brasil, em parceria com a Evoluir – Educação e Sustentabilidade e o Instituto Akatu.

Pensei na época que gostaria muito de levar minhas filhas para esta experiência, pois acredito que as crianças de hoje, se bem educadas no quesito vida sustentável, poderão nos ajudar a salvar nosso planeta da distruição que já causamos a ele. Mas a informação que obtive é que o projeto só estava sendo realizado em shoppings da região de São Paulo.

Hoje descobri que o projeto virá para Curitiba no próximo mês entre os dias 06 e 21/08 no Shopping Estação. Fiquei tão feliz com a notícia que resolvi divulgar.

Fernando Monteiro, sócio-diretor da Evoluir, explica que ter um shopping como local da exposição incentiva a reflexão no próprio local de consumo. “O objetivo é mesmo procurar fazer com que as pessoas reflitam sobre seus hábitos de consumo no momento em que eles ocorrem. Mas queremos mostrar que não se trata de radicalizar nem para um lado (consumismo fora de controle) nem para o outro (abstenção total), mas sim refletir sobre qual é a real motivação quando se decide por comprar algum produto”, explica Fernando.

O público-alvo da casa itinerante são principalmente as famílias acompanhadas de crianças entre 5 e 12 anos. “Desejamos através da exposição levar as pessoas a observarem seus hábitos e atitudes, refletir sobre comportamentos alternativos e desenvolver a vontade, o conhecimento e as habilidades necessárias para mudar”, diz.

A casa é dividida em seis ambientes diferentes que abordam temas específicos.
– Sala: consumo de energia em eletro-eletrônicos, relações familiares;
– Quarto: moda, consumo, vestuário, sonhos;
– Cozinha: alimentação, reaproveitamento de alimentos e reciclagem;
– Banheiro: uso racional da água e solidariedade;
– Quintal: relação entre o homem e a natureza, reciclagem;
– Rua: convivência no espaço público.

Fica a dica: Programa legal para fazer com os filhos no final de semana, não acham?

Abraços

Carol Vermelho

Design em papel viram lindas Bio Jóias

Conforme prometido desde nossa visita ao Salão de Negócio do Fashion Rio, o Rio à Porter, vamos contar um pouco mais sobra a JS Design Sustentável.

A marca foi criada por Julieta Sandoval (abaixo na foto,) uma argentina que mora no Brasil, há mais de 10 anos.

Simpática e sorridente, Julieta nos recepcionou no stand da marca e foi amor a primeira vista, tanto por Julieta quanto por sua obra de arte, que é como classifico sua linha de acessórios.

Formada em Ilustração e Design de Moda, com um Mestrado realizado  através de uma bolsa de estudos outorgado pelo Instituto Italiano Arte, Moda e Design de Florença, Itália,  Julieta revela que a  Js Design Sustentável nasceu da fusão de duas paixões, o feito a mão e a filosofia baseada na sustentabilidade.

Sua procura por técnicas de reciclagem e aproveitamento de materiais resultou no mix do canudo de papel de cestaria e o rolinho de papel. Criando finalmente uma linha de eco jóias realizada em sua totalidade de papel de revistas, panfletos e jornais tirados das ruas, e uma segunda linha feita de papel pardo sem tratamentos químicos pintados a mão.

Hoje a marca já desenvolve 5 linhas de produtos diferenciados:

Básico

Copacabana

Tie Dye

Klimt

Chrame

Um projeto em continuo, em constante crescimento, inovando no desenvolvimento criativo e nos materiais que utiliza,
tentando passar uma consciência ecológica, voltando a materiais mais puros e naturais, sem perder a beleza, estilo e sofisticação. Isto sim é Eco Chic!

Até,

Carol Vermelho

Confira os produtos que já estão à venda na EcoChoice Bio Jóias

Esmaltes Atóxicos! Oba, eles já existem!

Na semana passada li no blog MODAMODAMODA da Julia Salgueiro que uma marca americana Priti NYC lançou uma linha de esmaltes perfeita:  Esmaltes ecológicos, não tóxicos, com ingredientes orgânicos, sem cheiro ou cores sintéticas.

Com frasco 100% biodegradáveis, os esmaltes Priti tem várias linhas e uma variedade de cores que não fica atrás de nenhuma linha “comum”! Grandes grifes já adotaram cores da Priti nos seus desfiles incluindo o brasileiro Carlos Miele.

A ideia de Kim D´Amato sugiu em 2005 durante sua gravidez quando ela decidiu fazer um esforço por uma atitude mais consciente em relação ao planeta e passou a buscar produtos orgânicos e que não fizessem mal à saúde.

Pena que ainda não tem a venda no Brasil, eu seria uma consumidora com certeza, pois estou sempre procurando produtos de beleza que agridam menos o meio ambiente e a mim mesmo!

Agora a melhor notícia para a “Mamãe Carol” eu descobri hoje: a marca Piggy Paint de esmaltes para crianças!

Non-Toxic-Nail-Polish

Tenho duas filhas e elas adoram pintar as unhas, mas sempre fiquei com drama de consciência em deixá-las brincar com esmaltes, pois como sabemos os esmaltes é um dos produtos de beleza mais tóxicos que existe.

 

Agora vou poder deixar as minhas pequenas brincarem sem maiores problemas, até porque a loja virtual da marca entrega no Brasil. Boa notícia!

Se arrumar é bom, mas fazer isto com consciência ambiental e ainda dar bom exemplo para os filhos, NÃO TEM PREÇO!!!

Até mais

Carol Vermelho

 

 

%d bloggers like this: