RSS Feed

Tag Archives: artesanato

Quando o universo dá uma ajudinha…

Minhas resoluções de ano novo nunca duraram muito mais do que as primeiras semanas de janeiro. Por isso desisti de fazer promessas de ano novo há algum tempo. Agora o que tenho são desejos de ano novo. As promessas era eu quem tinha de cumprir. Os desejos eu jogo pro universo e ele que dê um jeito!

Quando fui convidada pra escrever nesse blog pensei: agora vou finalmente organizar e escrever os passo-a-passo para as várias coisas que tenho feito de maneira desordenada! Só que aí o universo decidiu me dar o troco pelos pedidos absurdos que tenho mandado pra ele todo fim de ano e resolveu bagunçar as coisas por aqui! Há um mês estou com meu cafofo desmontado, não tenho nem como chegar perto da minha mesa de trabalho, sem qualquer chance de fazer nada de novo, nem mesmo de fotografar os passos de coisas semiprontas que tenho em casa…

Já meio desesperada por ver o tempo passar sem que pudesse vir aqui dar mais uma dica de artesanato ecológico, abri minha caixa de emails hoje e vi uma piscadela do universo pra mim: o anúncio de um curso de artesanato com materiais reciclados. Não posso fazer o curso, mas posso divulgá-lo!

Então, enquanto não consigo desentulhar meu cafofo pra poder mostrar eu mesma alguns artesanatos com reciclados, vou dando notícias alheias e mostrando coisas interessantes que encontrei pela internet! Obrigada universo!

Aqui vai, então, a primeira dica: Oficina de Artesanato Ecológico e Sustentabilidade, com a artesã Isabelle Pacheco, no Centro Cultural da UERJ, no Rio de Janeiro. Mais informações vocês podem encontrar no blog Vila do Artesão.

Se alguém fizer o curso, depois volta aqui pra contar pra gente como foi! É uma pena que eu não more no Rio de Janeiro. Mesmo sem conhecer essa artesã, eu prestigiaria o curso só pela iniciativa!

Vou voltar pro mundo real e tentar resolver essa situação que colocou meu cafofo de quarentena! Até lá, vou buscar ideias na rede pra todos nós!

Juliana Vermelho Martins

Toalhas velhas = Almofadas novas

Quem não tem toalhas velhas em casa, no fundo do armário, esquecidas, mofando e ocupando espaço? Muitas dessas toalhas acabam em panos de limpeza, outras vão direto pro lixo. Aqui vai uma sugestão criativa de re-uso para qualquer tipo de toalha – furada, desbotada ou rasgada – não importa.

Enroladas, as toalhas são coladas e revestidas com fibra dracon (ou outro tecido da sua preferência), transformando-se em almofadas de sofá. Formato bom para apoiar a cabeça, pernas e pés; perfeitas para decoração.

Nesse site está o passo-a-passo completo:

Curbly – Make a Beefy Bolster Pillow from Old Towels

Carla Schartner

*A menina da mão verde*

Quando era criança li um livro chamado *O menino do dedo verde*, história de um garoto que fazia nascer flores onde quer que encostasse a mão. Eu invejava esse menino porque minhas competências em jardinagem beiram o ridículo. Mas não quis me deixar abater e, de uns anos pra cá, decidi que o verde entraria na minha vida na marra. Preocupada com a quantidade absurda de lixo que se acumula no mundo, comecei a fabricar coisas com materiais que normalmente iriam para o aterro sanitário mais próximo.

Já perdi a conta de quanta coisa andei recolhendo por ruas e calçadas, além de pedir, na maior cara dura, materiais que lojas normalmente jogariam fora e que acabaram indo parar na minha casa, já sem muito espaço pra novos dejetos, preciso confessar. Além de recolher eu mesma, de uns tempos para cá comecei também a *ganhar de presente* de quem me conhece um monte de, como dizer, *lixo *que as pessoas julgam que me iInteressaria.

Com ele criei objetos no melhor estilo *Lavoisier moderno*: no mundo artesanal, materiais quase não se compram, rejeitos industriais se transformam. Minha casa tem em cada cômodo pelo menos um objeto desse tipo e família e amigos já cansaram de ganhar presentes confeccionados dessa maneira, digamos, *verde*.

Agora tive a grande honra de ser convidada pelo vitrineverde a dividir com o mundo técnicas e dicas para transformar aquilo que normalmente pararia no lixo em objetos às vezes úteis, às vezes inúteis, mas sempre preocupados com a sujeira que se acumula, já não tão pelos cantos, no mundo.

Uma vez por mês passarei por aqui para mostrar como, com alguns golpes de tinta, linha, tesoura ou outra ferramenta qualquer, usar algum material normalmente destinado ao lixo para criar uma coisa nova.

Meus dedos podem não fazer nascer flores por onde passam, mas pelo menos uso minhas mãos para livrar um pouco a terra do lixo que a mataria. Assim as flores terão espaço e saúde para crescer livremente!

Até a próxima!

==================
Juliana Vermelho Martins
http://www.julianavermelhomartins.blogspot.com
http://www.endpoverty2015.org

%d bloggers like this: